DOR NAS COSTAS



DOR NAS COSTAS – Suas causas mais comuns. A diferença entre dor muscular e hérnia de disco ou protrusão discal. O tratamento ideal e não invasivo. Prevenção correta e definitiva. AVDs (Atividades de Vida Diária). Exercícios que podem ajudar (ou prejudicar). Vivendo de bem com a sua coluna vertebral.

 

Dr. Gilberto escreveu um livro com 340 páginas sobre dor nas costas  e vários outros problemas na coluna. Para profissionais da saúde ou quem deseja se aprofundar no assunto.

Livro A DOR NAS COSTAS, escrito pelo Dr. Gilberto Agostinho

Livro “A DOR NAS COSTAS” escrito pelo Dr. Gilberto Agostinho.

 

 

Para entender melhor as causas da dor nas costas, explico um pouco da anatomia da coluna vertebral            


DOR NAS COSTAS (LOMBALGIA, CERVICALGIA OU CIÁTICO)

O primeiro caso de dor nas costas registrado foi pelo médico egipcio em 2.780 A.C. Imhotep, durante a construção da piramide em Saqqara.

As estatísticas de quantidade de dor nas costas (lombalgia ou ciático) nos países industrializados, mostram-se muito elevadas.

As razões de tanta dor nas costas são várias: a nossa coluna ainda não está totalmente desenvolvida e adaptada à posição vertical. Os discos intervertebrais foram originalmente concebidos para fazer apenas uma ligação elástica entre as vértebras da coluna na posição horizontal e entre os quatro membros. Direitos Autorais desta página para Dr. Gilberto Agostinho.  https://www.dor-nas-costas.com

A maioria das lesões na coluna não são devido a trauma direto, mas sim por fator ocupacional:

> Atividade física intensa (ou no trabalho ou exercícios excessivos);

> Inclinar e virar o tronco frequentemente;

> Levantar, empurrar ou puxar peso, constantemente;

> Vibrações;

> Tensão emocional.

Nós, humanos, adotamos a postura em pé e, desta forma, nossa coluna deve fazer a tarefa de carregar o peso da cintura para cima e ainda amortizar os esforços verticais que a pessoa é exposta a cada passo (ou pior carregar peso de forma inadequada) que contribui para a dor nas costas.

dor nas costas em humanos

Dor nas costas em humanos

Os 100 mil anos de existência de “homo sapiens” ainda não foram suficientes para adaptar nossa coluna a tanta sobrecarga. O tempo necessário para adaptações estruturais como esta é muito mais longo.

Somado a isso muitos dos humanos são sedentários causando enfraquecimento da musculatura responsável em manter a coluna alinhada e consequêntemente causando dor nas costas.

Outro fator que ataca a coluna, causando dor nas costas é o estresse, que contribui para degeneração precoce dos músculos e esqueleto, e ainda, causa contraturas constantes entre as vértebras, comprimindo os discos e propiciando alterações anatômicas nas vértebras a longo prazo, tais como osteófitos (bico de papagaio).

Existe, também, a dor nas costas apenas muscular, de tratamento mais simples. Muitas vezes cede apenas com massagem. Por isso é comum ouvir que algum amigo foi em um “bom massagista” que tirou sua dor nas costas com massagem. Se a dor nas costas for causada apenas por dor muscular a massagem resolverá, mas quando existe algum dos fatores acima descritos será necessário o tratamento adequado.

Direitos Autorais desta página para Dr. Gilberto Agostinho.  https://www.dor-nas-costas.com

 


ANATOMIA E FISIOLOGIA DA NOSSA COLUNA

A coluna é dividida em 3 partes:

dor nas costas coluna

Dor nas costas – anatomia e fisiologia da coluna

1) Lombar:

Constituída por 5 vértebras localizadas entre a pélvis e costelas. Entre os corpos vertebrais, estão os discos intervertebrais como amortecedores que são compostos de duas partes: o núcleo pulposo que a cada compressão desenvolve uma força centrífuga e da fibra do anel que envolve e o contém.

Nas imediações dos discos intervertebrais saem os nervos do plexo lombar através do forame (buraco) intervertebral.

As vértebras lombares têm uma grande mobilidade devido sua junção com o sacro que é praticamente imóvel.

Os sintomas mais comuns:

– Dores nas costas baixa (lombalgia);

– Dor nas pernas;

– Parestesia (formigamento) nas pernas;

– Alterações de ordem sensorial e motora nas pernas.

Pode, também, causar alterações sensoriais na virilha e até em orgãos genitais.

2) Torácica:

Possui 12 vertebras apresentando menos problemas em relação a lombar e cervical.

Os sintomas mais comuns são:

– Dor na região dorsal;

– Sensibilidade dorsal;

– Fraqueza, rigidez e / ou deformidade nas costas;

– Dor que se irradia para a caixa torácica ou abdômen.

Alguns pacientes sentem sintomas cardíacos (taquicardia, dor no peito, etc) e não encontram nada com seu cardiologista, pois a causa é compressão de nervo na torácica.

As causas de dor nas costas torácica são multifatoriais e, muitas vezes obscuros. Os sintomas em muitos casos, resultam de um excesso, um alongamento excessivo e / ou rupturas geralmente suave dos tecidos moles.

Há, no entanto, também muitos problemas específicos que podem levar a dor nas costas, como escoliose severa (corcunda) ou cifose de etiologia diferente, e outros deformidades que possam seguir a trauma ou algumas doenças neurológicas e musculares.

3) A coluna cervical: 

É composta de 7 vértebras. É particularmente suscetível a problemas degenerativos devido sua anatomia complexa e a sua ampla gama de movimentos (laterais, frente, para trás e rotação). É por onde passam todos os nervos da medula, que abaixo da cervical vão saindo progressivamente pelos forames (buracos) indo enervar as várias regiões do corpo.

Os sintomas mais comuns por problemas na cervical são:

– Enxaqueca (cefaléia);

osteofito

Dor nas costas – Osteofito

– Dor de pescoço ou dor de garganta;

– Dor dos ombros;

– Braço (dor, dormência ou fraqueza);

– Dificuldade com a destreza da mão ou a pé (mais raro);

– Disfagia (ou seja, dificuldade de deglutição) devido grandes osteófitos anteriores (bico de papagaio), embora isso seja raro.

Direitos Autorais desta página para Dr. Gilberto Agostinho.  https://www.dor-nas-costas.com

 


DOR NAS COSTAS E ALTERAÇÕES POSTURAIS

Dor nas costas por hérnia de disco. Mapa da dor - Dermátomos

Dor nas costas por hérnia de disco. Mapa da dor – Dermátomos

Geralmente a dor nas costas é causada por compressão na raiz de um nervo, que pode ser por uma hérnia de disco, osteófico bico de papagaio ou contratura intensa em músculos da coluna). Causando dor nas costas ou sensibilidade anormal.

Na dor ciática (nervo ciático), a dor que desce a perna, geralmente em áreas muito específicas, podendo chegar até o pé. A dor pode iniciar nas costas (lombar) ou na nádega, descendo pela coxa, joelho, panturrilha, calcanhar e muitas vezes também ao pé.

Na figura ao lado pode-se observar os vários trajetos possíveis da dor nas costas associada com a ciática (nervo ciático).

Às vezes a dor é acompanhada por sensações de queimação, formigamento, dormência ou hiper sensibilidade. As diferentes “dores” são produzidas pela irritação do nervo.

A região do sacro e lombar são os mais freqüentemente afetados.

Há também situações em que uma doença sistêmica (diabetes, poliartrite ou avitaminose) é responsável pela dor lombar ou lombo-ciática, sem irritação mecânica.

Direitos Autorais desta página para Dr. Gilberto Agostinho.  https://www.dor-nas-costas.com

 


HÉRNIA DE DISCO – DOR NAS COSTAS, FORMIGAMENTO e DOR CIÁTICA

 

A hérnia de disco é uma das alterações da coluna que causa a pior dor nas costas.

Além de dor nas costas a hérnia de disco pode causar parestesia (formigamento) na região que está afetando, braços ou pernas.

Fiz um vídeo (abaixo), com animação em 3D, mostrando como é uma hérnia de disco. Observe que o disco sofre uma compressão por parte das vértebras, e é obrigado a se dilatar, formando a herniação.


Saiba mais sobre hérnia de disco e dor nas costas na minha outra página:HÉRNIA DE DISCO

Direitos Autorais desta página para Dr. Gilberto Agostinho.  https://www.dor-nas-costas.com


ESCOLIOSE

A curvatura anormal mais comum é o desvio lateral da coluna vertebral, chamado de escoliose.

escoliose

Dor nas costas – Escoliose

Caracterizada por um desvio no plano frontal (ou seja, no sentido látero-lateral), os desvios das vértebras fazem um ângulo de inclinação lateral, compensando com uma rotação do lado oposto, numa tentativa de restaurar a gravidade para o centro, esta rotação também provoca uma assimetria de costelas e conseqüente deformação da caixa torácica, esta deformação é conhecido como corcunda da costela.

A escoliose é caracterizada pela presença de uma curva principal e uma ou mais curvas de compensação. Quando, muito freqüentemente, a escoliose é associada com um desvio do plano sagital (cifose) refere-se a cifoescoliose.

A escoliose em si não deve ser confundida com atitude escoliótica e com diferentes causas da patologia reversível.

A escoliose geralmente é assintomática (não causa dor nas costas) mas pode, indiretamente, causar vários outros problemas de coluna, pois a distribuição do peso em cada disco não fica equilibrado. Saiba sobre nosso tratamento natural contra escoliose, sem cirurgia nem medicamentos:ESCOLIOSE

Direitos Autorais desta página para Dr. Gilberto Agostinho.  https://www.dor-nas-costas.com


HIPERLORDOSE

hiperlordose

Dor nas costas e hiperlordose

 

Na coluna lombar posterior assume uma curva fisiológica, a lordose. Quando esta aumenta a curvatura, trata-se de uma hiper-lordose. Encontramos em crianças com músculos abdominais ainda não bem desenvolvidos e em adultos com a musculatura abdominal flácida.

 

 


 

HIPERCIFOSE

É a curvatura demasiada da coluna dorsal. Pode ser causada por:

– Doença degenerativa (tais como artrite);

– Problemas de desenvolvimento;

– Trauma (fraturas de compactação osteoporose);

Os sinais e sintomas da cifose:

– Curvatura acentuada;

– Dor nas costas na região dorsal;

– Fadiga;

– Rigidez da coluna vertebral;

– Dificuldade respiratória (em casos severos).

Saiba mais sobre hiperlordose e cifose (gibosidade / corcunda):CIFOSE E HIPERLORDOSE

Direitos Autorais desta página para Dr. Gilberto Agostinho.  https://www.dor-nas-costas.com


ESPONDILOLISTESE

espondilolistese

Dor nas costas – Espondilolistese

É o escorregamento de uma vértebra, geralmente anterolistese e muito raramente retrolistese. Mais comum na região lombar, embora possa também ocorrer nas cervicais e dorsais.

espondilolistese rx

Dor nas costas – RX Espondilolistesee

Geralmente é a consequência da instabilidade da coluna, devido à combinação de mudanças degenerativas do disco intervertebral, ligamentos e articulações. Existe também a espondilolistese causada por fraturas por stress (exercícios mal realizados e muito repetitivos)

Os sinais e sintomas são:

– Dor nas costas ( dor lombar quando a espondilolistese for lombar);

– Dor nas costas associada a ciática que piora quando em pé ou andando (quando a espondilolistese for lombar);

– Dor no pescoço e nuca, podendo irradiar para o ombro e até para o braço (quando a espondilolistese for cervical).

Direitos Autorais desta página para Dr. Gilberto Agostinho.  https://www.dor-nas-costas.com

 


DOENÇAS METABÓLICAS CAUSANDO DOR NAS COSTAS

OSTEOPOROSE

Osteoporose é a doença metabólica mais comum. É a diminuição da densidade óssea, tornando-os ossos mais vulneráveis a fraturas. Mais comum em mulheres com idade acima dos 40 anos. Porém afeta outras faixas etárias e também pode ocorrer em homens, porém em menor porcentagem.

Osso com osteoporose

Osteoporose é a doença metabólica mais comum. É a diminuição da densidade óssea, tornando-os ossos mais vulneráveis a fraturas. Mais comum em mulheres com idade acima dos 40 anos. Porém afeta outras faixas etárias e também pode ocorrer em homens, porém em menor porcentagem.

A osteoporose é mais comum em mulheres quando há declínio nos níveis de estrogênio, que são os hormônios que regulam o cálcio no osso. Isso não significa que todas as mulheres na menopausa terão osteoporose, mas apenas se traduz em um aumento do risco de apresentar osteoporose após a menopausa.

Principais sintomas da osteoporose:

Como é uma doença de início muito lento os sintomas, se presentes, muitas vezes são sutis. Algumas pessoas podem nunca vir a saber que estão com osteoporose. Pode ocorrer dor persistente nos ossos e deformações de vários tipos:

 


Osteoporose em vértebras

Haverá forte dor nas costas refratária aos medicamentos, mas geralmente, é uma dor que se inicia em um determinado ponto nas costas e se espalha quando se fica em pé ou ao caminhar. As vértebras envolvidas também podem ter fraturas espontâneas ou após uma pequena pancada. As fraturas em vértebras podem causar deformidades da coluna.


Osteoporose em outros ossos

Pode causar fratura, principalmente devido a uma ligeira tensão ou queda. Uma das mais graves é a fratura de quadril, sendo a principal causa da perda da autonomia no idoso.

Outra fratura comum devido osteoporose é no braço. Igualmente grave é a fratura do fêmur (osso da coxa), também ligado a um alto grau de deficiência, especialmente nos idosos.


PREVENÇÃO DA OSTEOPOROSE

Para as pessoas que não apresentam osteoporose, as precauções mais comuns são:

– Ingestão diária de alimentos ricos em cálcio;

– Exercícios diários, se mexer muito, mesmo que seja apenas caminhar muito e subir escadas;

– Receber sol (não esqueça de usar o filtro solar receitado pelo seu dermatologista, para proteger a pele).

Direitos Autorais desta página para Dr. Gilberto Agostinho.  https://www.dor-nas-costas.com


ARTROSE

artrose do quadril

Dor nas costas -Artrose do quadril

Artrose é uma doença articular degenerativa, crônica e progressiva.

E a mais comum das doenças reumáticas e afeta ambos os sexos. A artrose afeta mais os idosos, mas não poupa os jovens.

As articulações mais comumente afetadas são a coluna, quadril, joelho, dedos das mãos e dos pés.

A artrose pode ser classificada em forma primária e secundária.

A artrose primária muitas vezes se espalha para as várias articulações, notando-se uma predisposição genética, não sendo raro observar mais indivíduos da mesma família com artrose.

A artrose secundária é mais freqüentemente localizada em uma única articulação.

Pode afetar pessoas mais jovens e está ligada a trauma, deformidades dos pés, trabalho (uso de instrumentos vibratórios, manobras repetitivas sob carga ou em posições não fisiológico),etc

Direitos Autorais desta página para Dr. Gilberto Agostinho.  https://www.dor-nas-costas.com


SINTOMAS

O sintoma mais freqüente do paciente com osteoartrose é a dor. A dor é acentuada com o movimento e diminui com o repouso. Raramente ocorre durante o sono, a menos que haja inflamação.

Com a progressão da doença pode estar presente sensação de rigidez matinal, normalmente de curta duração.

Quando a artrose se localiza no quadril a pessoa sente muita dor nas costas.

Muitas vezes, há deformações (muito evidente nas mãos) Embora não tenha sido um elo entre as condições climáticas e da artrose, o paciente relata que, muitas vezes, a dor pode se acentuar durante a mudança do clima, especialmente a umidade, o vento, ou quando se muda de um quente para um frio.

Direitos Autorais desta página para Dr. Gilberto Agostinho.  https://www.dor-nas-costas.com